Sobe para 48 o número de mortos em terremoto no Japão

Governo japonês afirmou que diversos imóveis ficaram destruídos. Equipes de resgate trabalham para socorrer feridos e acessar regiões que estão isoladas. Imagem aérea mostra área devastada por terremoto na região de Ishikawa, na costa oeste do Japão. — Foto: Kyodo News via AP

Subiu para 48 o número de mortes provocadas por uma série de terremotos que atingiu o Japão na segunda-feira (1º). As informações foram divulgadas pela TV pública NHK, citando autoridades japonesas.

Os tremores foram sentidos na Península de Noto, sendo que o terremoto mais forte teve magnitude de 7,6, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão. A região concentra a maior parte dos estragos e mortes provocadas pelo fenômeno.

Nesta terça-feira (2), equipes de resgate continuam em busca de feridos. De acordo com o governo japonês, cerca de 1 mil militares estão trabalhando no socorro às vítimas.

“A busca e resgate das pessoas afetadas pelo terremoto é uma batalha contra o tempo”, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida durante uma reunião de emergência nesta terça-feira.

Prédio desabou em Wajima após forte terremoto sentido no Japão, em 1º de janeiro de 2024 — Foto: Kyodo via Reuters

Prédio desabou em Wajima após forte terremoto sentido no Japão, em 1º de janeiro de 2024 — Foto: Kyodo via Reuters

O governo japonês afirmou que os socorristas estão com dificuldades de acessar o extremo norte da Península de Noto. Algumas regiões estão isoladas, já que estradas foram destruídas.

Na cidade de Wajima, que fica no norte da península, o Corpo de Bombeiros disse que ao menos 30 prédios desabaram. Há relatos de pessoas presas sob escombros.

Ainda na região, em Suzu, o prefeito da cidade afirmou que até 1 mil casas foram destruídas. “A situação é catastrófica”, disse Masuhiro Izumiya.

Logo após o terremoto, mais de 900 chamadas de emergência foram registradas. O governo afirmou que ainda há 120 casos de pessoas que continuam aguardando para serem resgatadas.

Tsunami

A série de terremotos fez com que o Japão emitisse um alerta de tsunami para toda a costa oeste do país. Ao todo, cerca de 140 tremores foram registrados na região nas últimas 24 horas.

Logo após o tremor de magnitude 7,6, o serviço meteorológico chegou a emitir um alerta para risco de um “grande tsunami”, com ondas de até 5 metros. Todos os alertas foram suspensos nesta terça-feira.

Ainda assim, ondas de cerca de 1 metro foram registradas em regiões próximas ao epicentro do tremor mais forte.

De acordo com a agência Reuters, imóveis e veículos acabaram sendo atingidos pela força do mar.

Terremoto de magnitude 7,6 atinge o Japão — Foto: Arte g1

Terremoto de magnitude 7,6 atinge o Japão — Foto: Arte g1


Descubra mais sobre Portal RN Diário

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga-nos

Sponsor

spot_imgspot_img

Veja Tambem

INTERNACIONAL – Guiana não vai abrir mão de nenhuma parte do território, diz presidente

Imagem: reprodução/rede Globo O presidente da Guiana afirmou, em entrevista ao Jornal Nacional, que não abre mão de nenhuma parte do território reivindicado pela Venezuela.  “Guiana. Nós somos os...

Durval Lelys, um show épico na prévia Carnavalesca de Pirangi

A maior prévia de Carnaval do Rio Grande do Norte ocorreu neste sábado (27) em Pirangi, com Durval Lelys arrastando uma multidão pela Avenida...

Apenas 7 dos 29 vereadores da capital se demonstraram a favor dos educadores de Natal

Ao apagar das luzes e à toque de caixa, vereadores de Natal aprovam Projeto de Lei que desestrutura carreira de professoras e professores. Foto/SINTERN Durante...

Lula demite Jean Paul Prates da presidência da Petrobras, diz colunista

Presidente da Petrobras, Jean Paul Prates - Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comunicou ao presidente da...

Ministério da Justiça não prorrogará atuação da Força Nacional em buscas por fugitivos de Mossoró

R7 - O ministério da Justiça e Segurança Pública não vai prorrogar novamente a atuação da Força Nacional nas buscas dos dois detentos que...

Descubra mais sobre Portal RN Diário

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading