ALERTA: Alemanha, Itália, França, Espanha e Portugal suspendem uso da vacina da AstraZeneca

0
33
Decisão foi tomada por “precaução”, após casos de formação de coágulos em pessoas vacinadas

Os governos da Alemanha, Itália, França, Espanha e Portugal anunciaram nesta segunda-feira que suspenderão o uso da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca e a Universidade de Oxford. Os cinco países disseram que a medida foi tomada por “precaução”, devido aos relatos de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam o imunizante.

Em nota, o governo da Alemanha afirmou que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), o órgão regulador do setor na União Europeia (UE), decidirá “se as novas informações afetarão a autorização da vacina”.

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que a aplicação do imunizante será suspensa até terça-feira, quando EMA deve se pronunciar sobre os casos de formação de coágulos.

A decisão da Espanha foi tomada durante uma reunião entre a ministra da Saúde, Carolina Darias, e representantes dos governos regionais. O uso da vacina da AstraZeneca será suspenso por 15 dias, como medida de “precaução”. Segundo a ministra, o país aguardará decisão da EMA, que deve se pronunciar amanhã sobre os casos de formação de coágulos sanguíneos após a aplicação da vacina.

A chefe da Direção-Geral de Saúde de Portugal, Graça Freitas, disse em entrevista coletiva que as reações são “extremamente raras”, mas pediu que pessoas que já receberam uma dose da vacina da AstraZeneca em Portugal fiquem atentas a possíveis efeitos colaterais.

Vários países europeus suspenderam total ou parcialmente a aplicação da vacina da AstraZeneca por causa dos casos de formação de coágulos sanguíneos. A Itália já havia interrompido a aplicação de um lote específico do imunizante na semana passada. Outros países, como o Reino Unido, defenderam a segurança da vacina e mantêm seu uso.

Na semana passada, tanto a EMA como a Organização Mundial da Saúde (OMS) disseram que não havia evidências entre a formação dos coágulos e a vacina da AstraZeneca. A OMS recomendou que as doses do imunizante continuem sendo aplicadas normalmente.

Por Valor — São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui