Atrasado na vacinação, número de vacinados com a 1ª dose ainda não chegou a 100 milhões

0
102

O Brasil está muito atrasado com a imunização da população, com menos de 100 milhões de vacinados com a 1ª dose da vacina contra a covid-19.

Os números aponta que até ontem, segunda (19), apenas 90.125.448 imunizados – somente na última semana, o país administrou cerca de 6 milhões de doses, segundo o Ministério da Saúde. O Brasil tem o sistema de vacinação mais eficiente do planeta, capacidade de vacinar 2,5 milhões de pessoas por dia.

Mas, o máxima que temos conseguido atingir é de 1 milhão/dia. isso em decorrência a ia falta de vacina, ocasionada pelo negacionismo do governo federal em não adquirir as vacina ainda em 2019.

O público-alvo do Plano Nacional de Vacinação inclui 158 milhões de brasileiros. Ainda não estão sendo contabilizados menores de idade. 
Entre as pessoas vacinadas até o momento, 33.991.491 tomaram as duas doses, o que representa 22% do público-alvo. 

A título de comparação, os Estados Unidos vacinaram 68,3% da população acima de 18 anos com pelo menos uma dose, de acordo com o levantamento do jornal The New York Times divulgado na segunda-feira 19, com dados do CDC, o órgão equivalente ao Ministério da Saúde no país. 

Ao contrário do Brasil, porém, a velocidade de vacinação nos EUA vem caindo rapidamente. Em abril, o governo norte-americano chegou a imunizar mais de 3 milhões de pessoas por dia. Na última semana, contudo, a média foi de 520.952 vacinas aplicadas diariamente. 

O Brasil, em contrapartida, deve receber 40,4 milhões de doses até o fim de julho, e está em processo de aceleração na aplicação do imunizante. 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou que o governo pretende vacinar toda a população adulta do país até setembro com pelo menos a primeira dose. 

No Reino Unido, um dos países mais avançados na imunização, 87% da população foi vacinada com pelo menos a primeira dose. O reflexo é a retomada de uma série de eventos. No último fim de semana, por exemplo, foi realizado o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1, com mais de 300 mil espectadores em três dias de corrida.

Na segunda-feira 19, os ingleses derrubaram as restrições adotadas para conter o coronavírus e vêm chamando a data de “dia da liberdade”. 

O uso de máscaras não é mais obrigatório, e bares, boates, casamentos e reuniões estão liberados, com qualquer quantidade de público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui