Suspeito de explodir postos no RN morre em confronto com a polícia; material explosivo foi apreendido

0
21
Foto Divulgação

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderan um suspeito de participar de ataques a diversos postos de combustíveis no Rio Grande do Norte. Além dele, outro suspeito morreu em confronto nesta quinta-feira (02). 

A ação resultou ainda na apreensão de armas, explosivos, munições e coletes balísticos. De acordo com o delegado Erick Gomes, da Deicor, o grupo foi responsável pelo ataque ao posto de combustíveis na madrugada desta quinta-feira, no conjunto Cidade Satélite, na zona Sul de Natal.

Além desse crime, os criminosos participaram de outras 10 ações no estado desde fevereiro deste ano. A Polícia Civil informou que foram nove explosões em postos de combustíveis e duas explosões em bancos. Ao todo, o grupo roubou R$ 510 mil e causou prejuízo de R$ 5,5 milhões em reparos nas estruturas danificadas.

“Esses criminosos vinham explodindo postos de combustíveis com a pretensão de subtrair os numerários de cofres particulares. Ao todo, foram 11 ações, contando com essa da madrugada, totalizando R$ 510 mil subtraídos, prejuízo de estrutura e material em torno de R$ 5,5 milhões”, relatou.

“Eles explodem os postos de combustíveis. Por isso que a operação foi intitulada de inflamáveis”, contou o delegado ao explicar o nome da operação.

Erick Gomes disse ainda que a operação foi iniciada há cinco meses e contou com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal. “Foi um trabalho integrado. A gente vem trabalhando em conjunto para reprimir esse tipo de conduta violenta no estado”, pontuou.

Segundo o delegado, o criminoso que morreu no confronto e o bandido que foi preso eram responsáveis pelas explosões. A baixa no bando deve trazer mais tranquilidade.

“Houve confronto e um dos criminosos foi a óbito. Ele era o explosivista e já tinha sido preso algumas vezes. Era uma pessoa perigosa. Continuamos o trabalho, pois nem todos foram presos”, disse.

Entre o material apreendido estavam armas, munições, coletes balísticos e um pó utilizado nas explosões. “Apreendemos duas armas calibre 12, uma era da Bélgica e a outra da República Tcheca, além de coletes de empresas de segurança, roupas camufladas. Eles são organizados, violentos”, mostrou.

Na última terça-feira (30), a Deicor do Rio Grande do Norte deu apoio Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) de João Pessoa, na Paraíba. Na ação, foram presos seis homens que faziam parte de uma organização criminosa responsável pelo estouro de bancos e roubos a cofres de postos de combustíveis no RN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui